O que é o Halving do Bitcoin?

Um dos assuntos do momento no universo das criptomoedas é a conexão do halving ao possível aumento do preço do Bitcoin. Vamos analisar a seguir como o halving funciona:

Primeiramente, para entendermos o termo “Halving do Bitcoin” é necessário conhecer o princípio básico da rede do Bitcoin.

Todas as transações de bitcoin são registradas em um banco de dados descentralizado chamado Blockchain. Nesse banco de dados, as informações são registradas em blocos que se conectam criando uma cadeia. A todo esse processo, damos o nome de mineração, e os mineradores, são os responsáveis por ele. A mineração é consiste na resolução de cálculos matemáticos complexos, realizados através de máquinas super potentes e que consomem bastante energia elétrica e computacional. O resultado da mineração é a criação de novos Bitcoins e, como recompensa por este trabalho, os mineradores recebem frações dessa criptomoeda.

O halving do Bitcoin é um episódio que ocorre de tempos em tempos, em que a recompensa desses mineradores ao validar um bloco, é reduzida pela metade. Este evento executa-se de forma automática, cumprindo a regra estabelecida de que a cada 210.000 blocos acontecerá um halving. Como um bloco para ser encontrado e validado por um minerador tem o tempo médio de 10 minutos, pode se computar que a cada 4 anos, acontece o fenômeno que reduz em 50% a quantidade de Bitcoins entregue aos mineradores. Calculando a quantidade e tempo, fica sabido que novos Bitcoins serão criados até o ano de 2140.  

             No início, a recompensa dada aos mineradores era de 50 bitcoins. Portanto, quando aconteceu o primeiro halving em 2012, o número de bitcoins por bloco caiu para 25 bitcoins e, 4 anos depois em 2016, para 12,5. Logo, a recompensa pelos blocos em 2020, possivelmente no dia 15 de junho, diminuirá para 6,25 Bitcoins, e assim será sucessivamente até a recompensa de 50 bitcoins ser dividida 64 vezes.

Qual a razão para o halving do Bitcoin?

O halving foi criado para manter em equilíbrio o mercado de bitcoins. Ele impede o crescimento exagerado na emissão de novas moedas, evitando uma disparidade em relação a demanda. Em vista disso, ficou estabelecido que ele teria uma oferta restrita e conhecida no número de 21 milhões, que seria alcançada após a ocorrência de 64 divisões do Bitcoin( Halving). Portanto, ao obter esse número, não haverá mais novos bitcoins a serem lançados no mercado, ficando este limitado a um número fixo de moedas.

Qual a implicação do Halving no valor do Bitcoin?

Tudo começa com os mineradores. Afinal, eles ganham dinheiro quando a receita da mineração de bitcoin excede o custo de operação dos equipamentos e eletricidade. A redução pelo halving faz com que essa receita caia drasticamente, fazendo com que algumas mineradoras encerrem suas operações devido a perda de 50% da sua arrecadação.

Consequentemente, temos um cenário em que a oferta de bitcoins é reduzida, mas a demanda no mercado é mantida, o que resulta na elevação do valor da criptomoeda. Ou seja, uma queda considerável na produção, somada a uma procura acentuada por investidores institucionais, pode resultar em mais dígitos para o Bitcoin.

Deduzimos que, uma diminuição da taxa de emissão da moeda de 4 em 4 anos, pode gerar expectativas correspondentes a maior dificuldade na aquisição desta. Em contrapartida, o halving não é mais uma novidade. Já se tem o histórico de como o mercado vivenciou este fenômeno: mostrou-se com elevados níveis de volatilidade em momentos que precederam e sucederam a  este evento.

 Para finalizar, a pergunta que não quer calar:  Será que o preço do Bitcoin vai disparar em 2020?

Fique à vontade para enviar as suas dúvidas para support@cointrade.zendesk.com e siga-nos em nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias: Facebook, Instagram e Twitter.

Deixe uma resposta