Bitcoin Malvadão: BTC supera as expectativas e volta a subir

Bitcoin Malvadão

Depois de uma série de notícias que derrubaram o preço de todo o mercado, como a da Evergrande e (mais uma) proibição da China, o Bitcoin volta a subir .

Contrariando expectativas, a principal criptomoeda do mundo novamente faz um movimento preciso rompendo as resistência para apontar um teste em um novo nível de preço. Entenda.

Há 2 pontos importantes a serem considerados nessa análise gráfica: o suporte em $41200 ter segurado a queda e o rompimento das resistências, tanto das médias quanto da linha de tendência de baixa.

O interessante no gráfico diária acima é que o movimento rompe as médias e a LTB para mudar a tendência no intraday – ou seja – se colocarmos o gráfico em H1 (horas), veremos uma tendência de baixa sendo rompida pelo movimento de hoje.

No diário, temos a confirmação de um reinício de tendência de alta, tendo como obstáculo, apenas, a resistência em $47500.

Se o preço do BTC romper essa resistência, a tendência é que o gráfico continue o caminho de subida de longo prazo. Por isso que o movimento atual é importante; é como se fosse uma ‘retomada’ de crescimento.

Mas…

Um ponto que pode melar essa pegada é o lance do movimento não ter volume. É um crescimento de cerca de +18% em 2 dias sem volume o que pode significar apenas uma ‘Bull Trap’ (uma armadilha para os ursos). Apenas uma baleia brincando no mercado.

Para toda a comunidade cripto, a opção 1, é claro, é a melhor.
Vamos acompanhar.

==========================================================
Atenção (Variação em 1 mês)

BTC/USD     -1,91%

CELR/USD   +182%

DYDX/USD   +96,61%

OMG/USD   +95,72%

HT/USD     -42,66%

DCR/USD   -37,12%

Confira a análise anterior. Clique aqui!

Como comprar criptomoedas de forma segura?

Para comprar qualquer  moeda digital acesse Cointradecx.com e cadastre-se. O processo é simples e sem custo.

Fique à vontade para enviar as suas dúvidas para support@cointradecx.com e siga-nos em nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias: FacebookInstagram e Twitter.

Deixe uma resposta