Bitcoin e Ethereum - Saiba as diferenças entre as duas criptomoedas

Bitcoin e Ethereum: conheça as diferenças entre as criptomoedas

O Bitcoin e o Ethereum são duas criptomoedas descentralizadas, baseadas na tecnologia Blockchain, porém com algumas diferenças importantes que vamos destacar a seguir.

Bitcoin

O Bitcoin foi lançado em janeiro de 2009 e introduziu uma nova idéia exposta em um white paper pelo misterioso Satoshi Nakamoto – a ideia era oferecer a promessa de uma moeda online protegida sem autoridade central, diferente das moedas emitidas pelo governo. Não há Bitcoins físicos, como papel moeda, apenas saldos associados a uma planilha pública de saldos criptograficamente protegida.

Ao longo dos anos, o conceito de moeda virtual e descentralizada ganhou alguma aceitação entre reguladores e órgãos governamentais. Embora não seja um meio de pagamento ou reserva de valor formalmente reconhecida em todos os países. O Bitcoin conseguiu criar um nicho para si próprio e continua a oferecer um contraponto ao sistema financeiro atual, apesar de ser examinado e debatido regularmente por governos e instituições financeiras que avaliam suas implicações de curto, médio e longo prazo.

Ethereum

O Ethereum (ETH) recebeu muita atenção desde o  anúncio de sua criação na Conferência Norte-Americana de Bitcoin no início de 2014, por Vitalik Buterin. Como consequência natural de sua crescente popularidade e pelo fato de usar a tecnologia da blockchain, criada iniciamente no contexto do Bitcoin, o Ethereum tem sido constantemente comparado á moeda criada por Satoshi.

A Blockchain do Ethereum está sendo usada para criar aplicativos que vão além da simples ativação e gerenciamento de uma moeda digital. Lançado oficialmente em julho de 2015, o Ethereum é a maior e mais bem estabelecida plataforma de software descentralizado e aberto.

O Ethereum permite que a implantação de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados (dapps) sejam construídos e executados sem tempo de inatividade, fraude, controle ou interferência de terceiros. O Ethereum vem completo com sua própria linguagem de programação que roda em uma blockchain, permitindo que os desenvolvedores construam e executem aplicativos distribuídos.

As aplicações potenciais do Ethereum são abrangentes e são alimentadas por seu token criptográfico nativo, o Ether. O Ether é como o combustível para executar comandos na plataforma Ethereum e é usado pelos desenvolvedores para criar e executar aplicativos na plataforma.

 É importante que os investidores entendam as semelhanças e diferenças entre Bitcoin e Ethereum.

Principais diferenças

Enquanto o Bitcoin e o Ethereum são alimentados pelo princípio de registros criptográficos distribuídos, os dois diferem tecnicamente de várias maneiras. Por exemplo, as transações Ethereum podem conter código executável, enquanto os dados afixados nas transações de Bitcoin são geralmente apenas para manter anotações. Outras diferenças incluem o tempo de bloqueio (a transação do Ethereum é confirmada em segundos em comparação com os minutos do Bitcoin) e os algoritmos em que são executados (o Ethereum usa ethash enquanto o Bitcoin usa SHA-256).

Bitcoin e Ethereum diferem,também , em seu objetivo geral. Embora o Bitcoin tenha sido criado como uma alternativa às moedas nacionais e, portanto, pretenda serum meio de troca e uma reserva de valor, o Ethereum foi concebido como uma plataforma para facilitar contratos e aplicativos imutáveis ​​e programáticos por meio de sua própria moeda.

Bitcoin e Ether são moedas digitais, mas o principal objetivo do Ether não é estabelecer-se como um sistema monetário alternativo (ao contrário do Bitcoin), mas para facilitar e monetizar a operação da plataforma de contrato inteligente Ethereum e aplicativo descentralizado (dapp).

O Ethereum é outro caso de uso para uma blockchain e, teoricamente, não deveria realmente competir com o Bitcoin. No entanto, a popularidade e a crescente capitalização de mercado do Ether a colocam em concorrência com todas as criptomoedas, especialmente do ponto de vista comercial. Atualmente, o valor de mercado do Ether é mais do que XRP e Litecoin, embora ainda esteja muito atrás do Bitcoin. No geral, Bitcoin e Ethereum são diferentes aplicações da tecnologia blockchain que estão ganhando força, embora a intenção por trás dos projetos seja distinta.

Considerações Especiais

As tentativas de entender o Bitcoin mais de perto resultaram em um foco crescente no blockchain – a tecnologia por trás da moeda. O blockchain não é apenas o tópico mais quente do mundo das fintech, com muitas indústrias correndo para implementá-lo, a fim de alcançar os ganhos de eficiência que possibilita.

Saiba mais sobre blockchain no link: http://bit.ly/2reO3h3

A blockchain é uma planilha pública de todas as transações que já foram executadas em um determinado sistema. Ele cresce constantemente à medida que novos blocos de transações são adicionados a ele. Os blocos são adicionados ao blockchain em ordem cronológica linear por meio de funções criptográficas que impedem a alteração dos dados armazenados dentro dos blocos. O blockchain, portanto, permanece como um registro inviolável de todas as transações na rede e é acessível a todos os participantes. O blockchain oferece uma chance de trabalhar a custos mais baixos, com maior segurança, transparência e eficiência.

Abra agora mesmo sua conta na Cointradecx !

Fique à vontade para enviar as suas dúvidas para  support@cointrade.zendesk.com e siga-nos em nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias: Facebook, Instagram e Twitter.

Deixe uma resposta