Conceitos fundamentais para comprar Bitcoin

Bitcoin: Conheça os conceitos fundamentais antes de comprar a criptomoeda.

Muitas pessoas caem de paraquedas no mercado de Bitcoin. Acontece que uma grande parte não teve contato com conceitos básicos de investimentos. Isto é, teve gente que saiu da poupança e foi direto para o Bitcoin, por exemplo.

Por conta disso, muitos erros facilmente evitáveis são cometidos, o que faz com que essas pessoas percam dinheiro com Bitcoin. Esse post vai mostrar alguns conceitos essenciais para te ajudar a investir melhor.

Dinheiro

O Bitcoin ainda não é dinheiro, apesar de ter sido criado para se portar como tal. Dinheiro é um meio de troca que se provou ser capaz de ser confiável e conservar valor com a passagem do tempo, historicamente se provou como melhor opção utilizada pela humanidade.

O dinheiro é uma convenção social. Ele não surgiu de nenhuma lei governamental, e sim através de trocas espontâneas na sociedade. Conchas, couro, soja, milho e ouro já foram utilizados como dinheiro.

Para que um ativo se torne dinheiro, é preciso ter algumas conveniências: ser durável, capaz de reservar valor, fácil de portar/transferir, escasso, difícil de falsificar, ser facilmente contável e confiável. Através desse processo e características, a humanidade adotou o ouro por milhares de anos. 

O ouro serviu como base das moedas estatais, dando a confiança que as pessoas buscavam em sua moeda, até que esse lastro tenha sido encerrado e transformado na confiança sobre as instituições.

Com base nisso, não podemos afirmar que o Bitcoin seja dinheiro. Embora seja relativamente durável e fácil de transferir, ele ainda está se provando digno de confiança e conservar valor. Quando ele passar por esse teste, será adotado até se tornar moeda.

O Bitcoin é uma commodity digital extremamente escassa. Quem compra Bitcoin, está comprando um ativo livre de censura, pouco correlacionada com o mercado financeiro, fora do controle dos governos e segura.

Taxa de escassez do Bitcoin

Nunca se esqueça desse conceito. O Bitcoin é extremamente escasso, só vão existir aproximadamente 21 milhões de unidades. Além disso, estima-se que pelo menos 4 milhões delas já estão perdidas para sempre.

É preciso se lembrar que 18 milhões de Bitcoins já foram emitidos. A cada 4 anos essa taxa de emissão vai cair pela metade, o que aumenta a taxa de escassez. Isso significa que seriam necessários, atualmente, 25 anos para minerar todo o estoque de Bitcoin. 

Em 2020, esse número sobe para 50 e vai dobrar a cada 4 anos, isso significa que o Bitcoin poderá se tornar um dos bens mais escassos do planeta. Ou seja, não estamos diante de um investimento para curto prazo. Você não vai investir hoje e ficar rico amanhã.

Bitcoin é um jogo de paciência, que poderá levar 5, 10 ou até 20 anos. Ficar saindo e entrando do mercado diminui suas possibilidades de pegar as valorizações exponenciais.

Abra agora sua conta agora na Cointradecx!

Leia a matéria completa no Livecoins

Fique à vontade para enviar as suas dúvidas para support@cointrade.zendesk.com e siga-nos em nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias: FacebookInstagram e Twitter.

Deixe uma resposta