Análise: Última chance para Bitcoin a $23k

Será que rompe a resistência e o Bitcoin vai a $23k ?

Mais uma vez temos um teste do preço do Bitcoin no limite do suporte em torno de $29.300,00 – e mais uma vez – a moeda digital não rompe para baixo.

Desde maio, as investidas contra a região de suporte foram mais de 10 vezes, mas parece que o chão é duro.

O caminho está se afunilando e a zona de congestão começa a ficar bem longa para a moeda digital. Acumulação ou distribuição? Tudo está dependendo desse sinal!

A distância entre a zona de suporte e a MA50 (amarela) está diminuindo e os analistas sugerem que o sinal contrário é o rompimento dessa média móvel para cima. No último teste mais forte no suporte, tivemos toque em $29300 e depois uma correção para cima com um candle de engolfo de alta, o que pode ser o começo de uma reação.

Além disso, nas notícias, temos Elon Musk, novamente, falando positivamente sobre o Bitcoin.

A figura no gráfico forma um triângulo descendente e, nesse caso, com o limite superior coincidindo com a média móvel de 50 períodos.

Os próximos dias são decisivos para o Bitcoin: Ou a moeda rompe o suporte para baixo buscando os $23-20k ou o BTC rompe a MA50 (com volume) e começa um caminho de recuperação para as zonas acima de $40k

A figura diz que a probabilidade maior é a queda, rompendo suporte – é como se fosse o triângulo descendente e o suporte em $6k em 2018. Mas ainda há uma chance.

Para onde você acha que o BTC vai?

==========================================================
Atenção (Variação em 1 mês)

BTC/USD     -3,20%

CVNT/USD   +4.409,00%

AXS/USD      +762%

FLOW/USD   +125%

TFUEL/USD    -46,55%

RUNE/USD   -42,74%

Análise por André Cardoso – Trader em criptomoedas

Confira a análise anterior. Clique aqui!

Como comprar criptomoedas de forma segura?

Para comprar qualquer  moeda digital acesse Cointradecx.com e cadastre-se. O processo é simples e sem custo.

Fique à vontade para enviar as suas dúvidas para support@cointradecx.com e siga-nos em nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias: FacebookInstagram e Twitter.

Deixe uma resposta